Blog

Como o e-commerce pode ajudar a sua empresa.

O e-commerce surgiu para facilitar o meio de compra e venda através da internet, facilitando a vida do consumidor que pode comprar à distância, a qualquer hora e em qualquer lugar. Assim é possível comercializar produtos ou serviços através de dispositivos eletrônicos como: celulares, tablets e computadores. Lembre-se, seu concorrente está a apenas um clique de distância, portanto é importante ter uma presença online relevante.

Hoje em dia, principalmente por conta da pandemia, houve um grande crescimento no mercado de e-commerce, pois muitas empresas tiveram que se adaptar em decorrência do lockdown e viram que o resultado foi satisfatório, trazendo pessoas de qualquer lugar a se interessar e se tornar um possível cliente e uma grande lucratividade. 

Se você tem interesse em investir nessa plataforma existem algumas opções no mercado, que são prontas e precisa apenas configurá-la e a mesma cobrará uma taxa por venda e uma mensalidade de uso. Outra opção é investir em um desenvolvimento de uma plataforma própria onde o custo seria bem mais elevado, porém não tem o valor de mensalidade. 

Com o e-commerce é possível realizar vendas o tempo todo, pois a sua empresa estará disponível 24 horas por dia. Tendo assim a facilidade, praticidade e segurança que todo cliente procura. A plataforma de e-commerce é a vitrine da sua loja onde os produtos e serviços serão anunciados em sua página, através de fotos, vídeos e especificações do produto, como preços, por exemplo. O cliente então pode adicionar o produto que ele deseja no carrinho e continuar comprando ou então finalizar o pagamento. Para isso, é preciso que o mesmo realize um cadastro e informe alguns dados pessoais para que seja realizada a entrega, podendo ser incluso também o frete. Após isso, o próximo passo é a escolha do meio de pagamento e para evitar fraude, essas informações são transmitidas por uma rede de segurança e por fim o cliente aguarda para receber o pedido em seu endereço. 

Se você ainda tem dúvida se vale a pena investir nessa plataforma, trouxemos algumas vantagens para te ajudar:

Diminui custos, pois você não precisa ter uma loja física. Com apenas um ambiente é possível estocar produtos e despachar os pedidos. O valor de investimento de uma loja online é bem mais baixo do que de uma loja física em um ponto comercial, como um shopping, por exemplo. 

Gera conforto para os clientes, que podem pedir seus produtos no conforto de sua casa, trabalho e a qualquer hora.

É importante lembrar que não é apenas construir um site e achar que as vendas vão acontecer. Um problema comum das empresas é acharem que é simples, que vão fazer um e-commerce e vai vender sozinho, tem todo um processo operacional e digital a ser feito para que os resultados venham. Toda parte operacional como estoque, expedição, logística, gatwey de pagamento, atendimento e outros, devem estar bem gerenciados para o bom andamento de todo o processo.

Caso a empresa não possua presença online nas redes sociais, é importante que crie e configure as mesmas, as mais comuns e importantes são, Google Meu Negócio, Youtube, Facebook e Instagram.

Uma parte essencial e muito importante são as configurações corretas e completas das TAGs de rastreio para análise das métricas. 

1 – Uma conta no Google Analytics deve ser criada, vinculada ao e-commerce e configurada corretamente para monitoramento de todo tráfego e conversões.

2 – Deve ser criado e configurado um gerenciador de negócio do Facebook para a gestão das contas do grupo do Facebook.

2.1 – Dentro do gerenciador, devem ser vinculadas as contas do Facebook, Instagram e Whatsapp.

2.2 – Deve ser criada uma conta de anúncio.

2.3 – Deve ser criado e configurado um catálogo de produtos, para ativação das lojas do Facebook e Instagram Shopping, assim como para ser utilizado em campanhas de catálogo de produtos, como remarketing de recuperação de carrinhos abandonados.

2.4 – Deve ser criado e feito a configuração completa do Pixel, com o mesmo configurado corretamente é possível rastrear as visualizações de página, visualizações de produtos, carrinhos abandonados, checkout não finalizado e as compras efetuadas. Com essas métricas registradas é possível fazer campanhas de remarketing segmentadas para cada público.

3 – Deve ser criado e configurado uma conta no Google Ads e Google Merchant Center.

3.1 – Na conta do Merchant Center é criado o feed de produtos, como o catálogo de produtos do Facebook, com ele é possível fazer campanhas de display do Google Shopping, que aparecerá nas buscas do Google quando as pessoas procurarem pelo seu produto.

3.2 – Com a conta do Google Ads é possível fazer campanhas pagas como Rede de Pesquisa, Smart, App, Display, Discovery, Vídeo, Shopping e Visitas Locais.

A Digi Blue possui uma equipe de profissionais especializados para a construção e formatação de todo o processo de um e-commerce, desde a criação até as estratégias de vendas.

 

Autor: Digi Blue Marketing Digital
Data: 14/09/2021

Gostou do conteúdo?
Lembrando que a Equipe DigiBlue tem conhecimento sobre tudo que citamos e estamos à disposição para te ajudar com o melhor do Marketing Digital te fazendo surfar essa onda!

Ficou com alguma dúvida?
Entre em contato conosco para mais informações.

Leia também:

© Todos os direitos reservados • Digi Blue Marketing Digital | Política de Privacidade.